Observatório da Jihad


26.8.06

Mulheres sob as leis muçulmanas

26 Comments:

At 22:31, Anonymous Anónimo said...

Sliver: fuga p´ra frente como sempre, em vez de rebater Levítico 21:9.

Diga-me se a Bíblia judaica permite o assassinato da filha pelo pai que o "desonrou"?

 
At 22:43, Anonymous Anónimo said...

Para si Sliver:

Entre algumas das discriminações é agunah. Se quiser explico-lhe.

 
At 23:49, Anonymous Anónimo said...

Já agora leiam também:

Os Direitos das Filhas na Lei Judaica

Simplesmente as filhas mão têm direitos!

 
At 00:10, Anonymous Anónimo said...

as filhas nao têm direitos

 
At 01:20, Anonymous 2 anonimo said...

Por 2-anonimo
Quer dizer, se os livros dos outros têm asneiras, os nossos irmãos e restante familia podem fazer o que quiserem .
Matar, degolar e por aí fora.
Não há qualquer indignação digna de relevo. Nem grandes manifestações públicas.
Afinal a vida humana naquela cultura vale bem menos do que umas caricaturas.
Tudo se justifica, compreende e se desculpa.
Se Deus dá a vida mas se o corão manda matar, o corão é que vale.
Sinceramente...

 
At 03:58, Blogger Virus said...

Caro anónimo,

já o disse antes e volto a repetir (devia ter feito um Copy-Paste), mas é assim:
1-não é por estar escrito que quer dizer que assim seja;
2-Todos os livros religiosos são uma grande trampa que não serve para nada a não ser incitar ao ódio entre religiões
3-Em vez de andar para aí só a ler livros religiosos e a citá-los devia sair de casa de vez em quando e ver a realidade

Ou seja, lá porque o livros religiosos e essa trampa toda digam que as filhas judaicas não têm direitos todos nós(bom, pelo menos os que já saíram de casa) sabemos que as suas vidas não são regidas por eles... isto significa que: as leis deles são iguais às nossas, as mulheres têm os mesmos direitos e deveres que os homens, sabe porquê?

Porque eles separam o Estado da Igreja (leia-se instituição religiosa) para efeitos de vida corrente, os muçulmanos não! Já que é tão conhecedor dos muçulmanos, das suas leis e direitos, aponte-me um país muçulmano do médio oriente(sem ser a Turquia) em que a separação entre a religião e o Estado seja exactamente igual à que goza o ocidente?

Por fim e voltando atrás (permita-me o desabafo Sliver), meu caro anónimo, acho criminoso você vir para aqui justificar o que aquele pai fez à filha citando livros da treta, deste e daquele, dizendo "ah...e tal, mas o outro também faz,...e coisa assim...e meto aí um link...e tal...".
Meta mas é um link na sua cabeça, saia da frente da televisão e do computador,saia de casa, aliste-se no exército, ou nas forças de segurança, vá para uma zona de conflito e veja, cheire e sinta o desespero daquela gente que morre a toda a hora sem saber porquê, nem de onde vem a morte... que vêem os filhos partir em pedaços quando estão a brincar na rua, porque um "defensor da liberdade" acha que eles são o inimigo, sinta o cheiro da cordite, do enxofre e da carne queimada, veja os corpos espalhados no chão, veja a vida a esvair-se literalmente das pessoas que pedem ajuda e você sabe que nada pode fazer, veja os bocados de corpos a cairem dos telhados das casas, veja as cabeças espalhadas pelo chão, sinta a miséria e o sofrimento por que eles passam apenas porque estavam ali a viver a sua vida em paz sem qualquer vontade de matar ninguém, fosse ele ocidental, judeu, chinês, preto ou azul, apenas queriam viver... e depois aí sim terá moral para vir para aqui e tentar justificar aquele modo de vida e de luta pela liberdade!

Até lá, sinceramente, você não vale um ... como defensor do que quer que seja, nem você nem nenhum desses caramelos do BE e quejandos que por aí andam armados em defensores dos pobre e oprimidos!

 
At 10:13, Anonymous 2-a said...

Grande virus !
Assim mesmo é que é falar.
E isto é só uma pequena parte.
2-a

 
At 14:50, Anonymous Anónimo said...

o papalagui...

finalmente, chegámos todos a um ponto de acordo,
anónimos incluidos.
todas as religiões sem excepção e islão incluido
são uma grande treta, uma grande trampa, um atraso
de vida.
daqui em diante, nós seres humanos dotados, por
milhões de anos de evolução natural, de um cérebro
previligiado(?), que até nos confere a capacidade de
por homens na lua, também seremos capazes num
futuro próximo de criar sociedades que conferem
previlégios baseados únicamente no mérito individual
de cada individuo, independentemente do sexo, cor,
nascimento em berço de ouro.
as chamadas méritocracias.
aqueles que nascem completamente falhados, sem jeito
para nada - o meu caso - ainda assim terão
um nivel de vida com plena dignidade porque nos
lembram que o mérito é pura ilusão, as capacidades
físicas ou intelectuais é reflexo da lotaria dos genes
a funcionar.

força israel...

 
At 15:25, Anonymous Anónimo said...

Não entendí esta "de força israel..." depois de tanta conversa. Israel um estado teocrático judaico que só dá privilégios ao ser humano cuja mãe seja judia não é nenhum exemplo daquilo que o a´nónimo das 14:50 quer.

 
At 16:18, Anonymous Anónimo said...

o papalagui diz...

no fundo tudo se resume a escolher dentro das ofertas
actuais, mais ou menos como num hipermercado.

se tivesse de escolher entre ser cidadão de israel ou ser
cidadão dos seguintes países:

-siria
-república islâmica do irão
-coreia-do-norte
-líbano
-cuba
-líbia
-arábia saúdita
-sudão
-outrora alemanha nazi
-outrora união soviética

eu escolho sem hesitar israel.

façam as vossas escolhas.

força israel...

o papalagui disse.

 
At 16:55, Anonymous Anónimo said...

Você nunca terá direito de ser cidadão israelita, a não ser que sua mãe seja judia e pode comprovar. Mas de qualquer modo porque não emigra para lá, ou tenta lá viver, especialmente com aqueles judeus que batem com a cabeça na parede como loucos?

 
At 23:32, Blogger Virus said...

Antes bater na cabeça com as paredes que nem um doido que andar a lamber o chão a toda a hora! É mais higiénico!... Bom, mas também para quem come "à mesa" com os pés descalços e a mexer nos pés a higiene também não deve ser uma preocupação fundamental.

Já agora, quanto ao emigrar para lá pode fazê-lo na sua total liberdade, ninguém o impede, podem interrogá-lo até à exaustão antes de lhe darem o direito de residência, mas não o impedem! E terá os mesmos direitos que qualquer estrangeiro residente em qualquer país da Europa!

Caso não tenha percebido, viver em Israel não implica tornar-se israelita!... E ninguém lhe dá um tiro por isso, nem o trata pior do que nós tratamos os brasileiros ou outros quaisquer por aqui... nós civilizados...

 
At 11:50, Blogger Anthrax said...

Caros comentadores,

Lamento informar-vos mas, desta vez, não posso "dar na cabeça" do anónimo que anda aí com os livros sagrados na boca.

Quer isto dizer que concordo com ele? Não, de maneira nenhuma. Aquelas barbaridades religiosas são abomináveis. Mas há aqui uma coisa que não pode ser ignorada e que é:

- O problema não são os livros mas, a interpretação que se faz deles.

Essa interpretação é tanto mais perigosa, quando aqueles que interpretam os livros sagrados (sejam eles quais forem) acham que têm uma relação privilegiada com o Divino.

Este tipo de gente tem uma estrutura mental bastante medieval. Eles não interpretam directamente o livro, eles têm alguém que faz essa interpretação por eles e esse alguém não pode ser questionado porque é ele que "fala" pelo Divino. Isto faz-me lembrar de uma situação que me aconteceu aqui há uns meses atrás. Dois miúdos, testemunhas de Jeová, foram lá bater-me à porta de casa para "espalhar" a palavra de Deus. Então não foi que eu não consegui parar de me rir?

Cada vez que eles abriam a boca, eu só me ria. Às tantas, já lhes pedia desculpa, garantindo-lhes que não estava a troçar deles mas, tive de lhes perguntar se eles não achavam que estavam a fazer uma figura um bocado rídicula. No fim, aconselhei-os a sair mais vezes e a fazer coisas mais adequadas a rapazes da idade deles. Mas mesmo assim, não conseguia parar de me rir.

Quanto à minha posição, esta é muito clara. Nada, nem ninguém me diz como devo viver a minha vida e esta, é a liberdade que eu tenho de escolher o meu caminho. Esta é uma liberdade que é negada àqueles que se deixam conduzir por alguém, que acha que fala pelo Divino só porque interpreta um livro.

 
At 01:05, Anonymous Anónimo said...

Não são estes judeus avançados que dizem que Deus lhes concedeu a terra prometida? Vê-se mesmo quem lambe a bota é o anthrax com o seu discurso. Se deixar de ser anónimo talvez lhe paguem uma estadia em Kiriyat Shemona...

 
At 10:40, Blogger Anthrax said...

Amiguinhos,

Aqui está a prova de que Einstein tinha razão quando disse:

«Great spirits have always found violent opposition from mediocre minds. The latter cannot understand it when a [person] does not thoughtlessly submit to hereditary prejudices but honestly and courageously uses its intelligence.»

 
At 12:11, Blogger Virus said...

E com essa lá os arrumou caro Anthrax... ´

Hep oh Anthrax... tenho aqui umas botitas para lamber... se quiser passar cá por casa é só dizer que eu preparo o "muro". :)

Kiriyat Shemona!!! Hmmm... Junto áqueles que defendem a o nosso direito à liberdade e o seu direito a discordar e a dizer barbaridades caro anónimo! Onde é que me inscrevo?

 
At 12:29, Blogger Anthrax said...

Ora caro Vírus,

Não se apoquente. Nunca se esqueça que a estupidez é um direito e não uma obrigação.

 
At 13:13, Anonymous N3 said...

"- O problema não são os livros mas, a interpretação que se faz deles."
Oh Antrax.
Sabes mesmo o que é aquele livro ?
O que lá está escrito ?
Por quem foi feito e como ?
E com que finalidade ?
N2

 
At 16:11, Blogger Anthrax said...

Ó amiguinho,

Se você ler num livro qualquer, "O Zé Pincel atirou-se da ponte Vasco da Gama abaixo para se redimir dos seus pecados.", você vai a correr atirar-se da ponte Vasco da Gama para se redimir dos seus?

A biblía também conta história da Arca de Noé, e que o mundo ficou todo inundado e que nunca mais parava de chover e não havia guarda-chuvas e morreram todos porque se portaram mal, enfim uma chatice.

O Épico de Gilgamesh também conta a história, o diálogo de Critias, de Platão, também conta a história. O ponto comum entre todos os documentos é além de um relato de um acontecimento, um relato das relações entre os homens e o Divino. E qualquer um desses documentos é bem mais antigo do que a tora, a biblia ou o alcorão. Mas daí constituirem-se em guias de princípios orientadores dogmáticos, vai um longo caminho.

Diz a tradição Católica que na sexta-feira santa não se pode comer carne. Outro aborrecimento, principalmente, para carnívoros como eu. O que a tradição não conta é que essa foi uma medida de higiene pública, implementada pela igreja, para tentar variar a dieta alimentar da população.

Pessoalmente, mandei a tradição às urtigas mas, há quem a siga e seja muito feliz assim. Desde que não me chateiem com isso, nem me obriguem a fazer o mesmo, não sou esquisito e no dia em que precisar de encontrar o meu caminho, compro um mapa, uma bússola ou um gps.

Quanto às suas perguntas, não são relevantes para refutar a minha afirmação. Nenhuma delas, mas pode continuar a tentar.

 
At 16:38, Anonymous Anónimo said...

Lindo discurso anthrax mas é algo contraditório.

Porquê? Porque todo a base de existência do país que você mais ama, talvez mais do que Portugal, que é Israel, é promessa de Deus de dar aos judeus aquela terra, numa injustiça ao estilo da Bíblia.

 
At 16:45, Anonymous Anónimo said...

Batedores de cabeças contra a parede: temos aqui vírus que quer ser voluntário nas desminagens. Faz questão de passar todo o tempo em Kiriyat Shemona, especialmente quando cairem os próximos misséis de Hizbulla.

 
At 17:00, Blogger Anthrax said...

ROTFL!!! :))))))

Ah! Estou a ver. A ideia aqui é fazer-nos rir até à morte. Está bem.

LOL!!! :)))))

Quando eu conseguir parar de rir, respondo-lhe.

 
At 17:35, Blogger Virus said...

De facto ir à tropa devia fazer-lhe um bem imenso...

Com essa do "bater cabeças nas paredes/desminagens" de facto demonstra uma absoluta ignorância do que são, onde estão colocadas, e para que servem as minas e outros artigos explosivos que normalmente não ficam pendurados nas paredes a menos que alguém os coloque propositadamente lá! Sabe meu caro existe uma lei (mais importante que essas tretas todas que você apregoa) que é a lei da gravidade que diz básicamente que "tudo o que sobe tem de descer" logo os explosivos (tais como minas, granadas, cluster ammo, etc.) encontram-se no chão, ou nos telhados, e não incrustados nas paredes! Safa... é preciso explicar tudo... Quanto ao desactivar bombas isso é para os especialistas, a minha área é mais outra... como os bolos, tá a ver?...

Cá por mim, e relativamente aos mísseis do Hezzbollah venham eles, não sou maricas... tenho medo de morrer (que é algo que aquela cambada de imbecis não tem) e não quero morrer cedo, mas não tenho é medo de morrer para defender o nosso direito a discordar e a estar aqui a enxovalhar-se uns aos outros sem dizer que quero matar toda a gente que discorda de mim (bom... a menos que me queiram matar)!

 
At 17:53, Anonymous Anónimo said...

vírus você sabe quem são esta gente que batem as cabeças na parede como loucos! não finja que não sabe... qaunto à desminagem é o trabalho que lhe darão se não entendeu...

 
At 19:15, Blogger Virus said...

Darão se eu o quiser fazer e ainda pagam muito bem por isso... mas como já lhe disse, caso não tenha percebido porque o Tico e o Teco estão de greve devido ás horas extraordinárias que você os obriga a fazer para conseguir vir aqui escrever banalidades, o meu negócio é outro...

 
At 19:43, Blogger Anthrax said...

LOL!!! :-)))

Qual tico e teco Vírus?! A rodinha está a girar mas o hamster já fugiu hà muito tempo! A luzinha está acesa mas não está ninguém em casa! :))

:-)))

 

Enviar um comentário

<< Home