Observatório da Jihad


4.12.06

Idiota e a escravatura

por Henrique Raposo
in Atlântico
Parece que Blair andou a pedir desculpa pela escravatura. Idiota. É o mesmo idiota que canta a glória da liberdade ocidental mas que, ao mesmo tempo, cria escolas de fé no UK, que são a negação de qualquer herança iluminista.
O UK não deve sentir vergonha pelo tráfico de escravatura. Ou melhor, deve sentir vergonha como qualquer outro espaço político ou cultural do mundo. O UK e o Ocidente foram tão (ou menos, diga-se) esclavagistas como o Islão, por exemplo.
O UK deve é ter orgulho em ter sido a influência moral e a força militar que acabou com o tráfico de escravos. O Ocidente não inventou a escravatura. A escravatura não é uma especificidade ocidental; percorreu todas as civilizações. O que é específico do Ocidente é a proibição da escravatura. Nós não começámos a escravatura. Mas nós acabámos com a escravatura, impondo a nossa certeza moral (todos os homens nascem livres) ao resto do mundo. Chamem-me eurocêntrico, que eu gosto.
Nós, ocidentais, não somos sinónimo de escravatura (humanidade foi sinónimo de escravatura; não apenas a humanidade... ocidental). Nós, ocidentais, somos sinónimos de fim da escravatura. Isto não é matéria de opinião. É matéria de facto.