Observatório da Jihad


10.8.06

O ódio: os mal-amados

Os vinte candidatos a Awliya hoje detidos no Reino Unido nunca existiram. Aliás, os centos de vítimas dos atentados de 11 de Setembro também nunca existiram, como nunca foram degolados centos no Afeganistão e no Iraque, como o Pentágono nunca foi abordado por um Boeing, nunca rebentou uma bomba em Paris, nunca queimaram vivos missionários e freiras católicos na Indonésia, nunca um templo cristão foi vandalizado na Bósnia, no Kosovo, nas Filipinas, no Paquistão, no Bangladesh e no Quénia, nunca em Madrid estoiraram bombas, nunca, nunca, nunca. É uma conspiração. Há, algures no mundo, reunida em permanência em torno de uma mesa oval, uma diabólica sinarquia de banqueiros judeus, maçons, capitalistas sem escrúpulos, membros do "complexo militar-industrial", Opus Dei, luciferinos, pornógrafos, fabricantes de doenças pandémicas, barões do petróleo, tentadores de almas, pedófilos e desencadeadores de tsunamis rivalizando na maior mentira a sair nos noticiários da noite. Há, até, estúdios que replicam fielmente Bagdad, Madrid, Nova Iorque, Londres, Paris, com gente holográfica, simuladores de explosões e duplos trabalhando 24 horas para manter a ilusão da realidade. (continuar a ler)
Miguel Castelo-Branco no Combustões

2 Comments:

At 06:37, Blogger Sofocleto said...

«É uma conspiração. Há, algures no mundo, reunida em permanência em torno de uma mesa oval, uma diabólica sinarquia de banqueiros judeus, maçons, capitalistas sem escrúpulos, membros do "complexo militar-industrial"»

É uma calúnia! Não há nenhuma prova de que se trate de uma mesa oval.

 
At 11:31, Anonymous conspiranoico said...

Chegou o Sofocleto.....!

 

Enviar um comentário

<< Home