Observatório da Jihad


10.8.06

Dezenas de árabes de Haifa querem alistar-se no Tsahal

Quando o líder do Hezbollah convidou os habitantes árabes a abandonar a cidade, dezenas de árabes israelitas enviaram uma carta ao Ministro da Defesa, Amir Péretz, anunciando a vontade de se alistarem no exército israelita.
Após os tiros de rocket sobre Haifa, no Domingo, alguns árabes da cidade decidiram agir.
O líder do grupo, Fouad Nasser, enviou uma missiva a Péretz onde se pode ler: «Estamos orgulhosos do estado de Israel e do seu justo combate. Serviremos onde nos pedirem e cumpriremos a missão que nos seja imposta».
Maariv, 10 Agosto 2006 - via
La Chaîne d’Union

8 Comments:

At 17:04, Anonymous Luís said...

Muitos israelitas dizem que os árabes que vivem em Israel constituem uma quinta coluna, mas a verdade é que também há outros que são tão ou mais patriotas que muitos judeus...
Seja como for, parece que todos têm a noção de que em Israel têm melhores condições de vida do que na maior parte dos países circundantes. Só assim se explica que a esmagadora maioria seja completamente contra a transferência de cidades e áreas árabes em Israel para o controlo da AP em troca de áreas da Cisjordânia de maioria judaica.

 
At 17:45, Blogger Virus said...

PÁ!!!!!... Ainda não tive tempo para ver este Blog com atenção mas... PARECE-ME QUE VOU GOSTAR DISTO!!!... :)

 
At 18:19, Blogger Anthrax said...

Eh eh eh, desculpem o meu irmão e tal... é que ele só agora é que viu as alterações que andei a fazer ao meu blogue e anda, entusiasmado, a visitar os links.

 
At 19:20, Anonymous Anónimo said...

e temos também o nosso rambo português, sliver, que decidiu entrar no exército israelita como um voluntário amante da liberdade, é ou não é verdade sliver?

 
At 01:49, Anonymous Anónimo said...

Mas também há quem seja amante dos ditadores e respectivos lacaios !

 
At 10:54, Blogger Anthrax said...

Caro anónimo,

Não me querendo meter nas suas considerações, tão legítimas como outras quaisquer, permita-me só uma ligeira correcção.

Uma pessoa não entra num exército. Uma pessoa alista-se num exército. E depois, o amigo Sliver, até pode ter características de rambo mas, por si só, essas características não permitem que ele se possa alistar num exército qualquer porque há aqui, a considerar, a questão da nacionalidade.

Assim, visto que o amigo Sliver é de nacionalidade portuguesa (como indica o perfil), ele só teria duas hipóteses: Ou se alistava ao exército português, ou se alistava na Legião Estrangeira (estes são muito mais democráticos e aceitam todos os interessados).

Espero ter ajudado em qualquer coisita.

 
At 14:58, Anonymous pataphisico_azul said...

Ou então demonstrava a sua possível judaicidade e adquiria nacionalidade israelita.

 
At 15:19, Blogger Anthrax said...

Ora aí está outra possibilidade.

 

Enviar um comentário

<< Home