Observatório da Jihad


9.8.06

Propaganda, made in Líbano

Houve recentemente uma grande polémica sobre uma fotografia da Reuters adulterada.
A fotografia foi manipulada digitalmente para fazer com que um bombardeamento israelita a Beirute parecesse pior.
Esta é apenas a ponta do "iceberg".
As mortes de civis no Sul do Líbano não deixam ninguém contente - ao contrário das mortes de israelitas que são acolhidas por alguns com gritos de satisfação.
A questão é que o Hezbollah e os media tradicionais estão a fazer propaganda onde procuram mostrar a situação muito pior do que ela já é. Sinceramente acho isto nojento.
Vocês já pararam para pensar na diferença entre as imagens que chegam de Israel e do Líbano nas situações em que há mortos e feridos dos dois lados? Do lado de Israel vê-se tristeza e dor mas também os profissionais mais preocupados em ajudar que em posar para a fotografia. Do lado libanês parece um teatro onde tudo gira em torno dos "repórteres".
Alguns exemplos da propaganda em curso:
- alteração digital de fotografias:
. a do bombardeamento a Beirute, onde adicionaram fumo e fizeram copy-paste de edifícios destruídos para parecerem mais numerosos;
. uma de um F-16 israelita onde em vez de um míssel aparecem três (copy-paste).
- cenas montadas, fotografadas como se fossem expontâneas:
. em Qana andaram a passear um bébé morto (não consegui ver as fotografias até ao fim, é revoltante) durante 4 horas (!!) para ser fotografado pelas várias agências à medida que iam chegando;
. brinquedos limpinhos colocados no meio de destroços cheios de pó e fuligem como se realmente já lá estivessem casualmente sobrevivendo incólumes às bombas;
. um homem é visto junto com a restante equipa de "salvamento" em acção e numas fotografias a seguir a fingir de morto (!!);
. uma das crianças "mortas" em Qana, colocada por baixo de um lençol junto com outras, afinal está viva e decide sentar-se;
. homens a correrem no meio dos destroços várias vezes e em várias direcções sem qualquer sentido, sendo os mesmos homens fotografados por quase todas as agências a diferentes horas, e mulheres a chorar, também sempre as mesmas em vários sítios diferentes.
- uso de fotografias descontextualizadas:
. fotografias de cenas passadas como se fossem presentes (algumas com anos!!);
. fotografias de sítios não residenciais apresentados como prédios de habitação.
Vejam alguns destes casos em: http://www.zombietime.com/reuters_photo_fraud/
(email de um leitor)

5 Comments:

At 15:24, Anonymous Anónimo said...

Quando as torres do World Trade Center foram destruídas, falou-se muito dos 400 "judeus" que nelas trabalhavam e que, no tal dia, tinham resolvido ficar em casa. Era a prova, segundo fanáticos muçulmanos, que aquilo era tudo arquitectado pela Mossad. É lendo este texto que nos apercebemos que os israelitas e seus simpatizantes nunca lhes ficaram atrás. O leque da paranóia colectiva é igualmente vasto, indo de fotos tratadas a manobras diabólicas de todo o género do Hezbollah (que, segundo alguns, teriam asfixiado os mortos de Qana e colocado no predio bombardeado; isso explicaria, por exemplo, as fotos de crianças que, ao inves de ensangeguentadas e com expressões de terror nas faces antes de morrer, aparentavam rostos angélicos nos seus cadáveres...). Os israelitas, e os judeus em geral, são uma vez mais o mais odiado povo do planeta, tal como sucedeu há 60, 70 anos. E, desta vez, não são tão inocentes e vítimas como foram outrora, na Europa.

 
At 16:36, Anonymous Luís said...

Em relação à fotografia: na realidade parece que nem são mísseis, mas sim flares defensivos...

«The owner of the My Pet Jawa web log noted that the warplane in the picture is actually firing defensive flares aimed at dealing with anti-aircraft missiles.»

http://www.ynetnews.com/articles/0,7340,L-3287774,00.html

 
At 15:16, Anonymous Anónimo said...

Pois é! -Técnicas de guerra, com elas lidei na guerrilha africana. A acção psicológica, a informação, a contra informação etc. etc.
Com o avanço da tecnologia não é difícil compreender...

 
At 21:54, Anonymous José Javier said...

si quieres ver mas sobre la manipulación informativa sobre la informmación que nos llega visita este post

http://barcepundit.blogspot.com/2006/08/unas-imgenes-de-la-cadena-alemana-de.html

 
At 23:54, Blogger Virus said...

A "cãobada" de ignorantes a que pertencente o autor do primeiro post não deve ter muito a noção do que é lutar pela sobrevivência... Se calhar devia ir visitar uns campos de concentração da 2ª Guerra, e ter ido ver como funcionavam os da Guerra dos Balcãs para entender o que é p instinto pela sobrevivência e o que é a defesa da vida...

Deixem-se de tretas... uma boa parte dos que morreram, ninguém o diz, mas a realidade é que eram potenciais terroristas... eles são endoutrinados nesse sentido desde que nascem, enquanto que a nós endoutrinam-nos com o Noddy, a Abelha Maia e o Monstro das Bolachas...se calhar é por isso que não passamos a vida a querer explodir com toda a gente por dá cá aquela palha...

 

Enviar um comentário

<< Home