Observatório da Jihad


8.2.07

Jornada de cólera para amanhã?? Mas não é todos os dias?

Chão sagrado suscita cólera muçulmana
Israel prosseguiu as obras na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém, apesar dos fortes protestos de muçulmanos, que consideram estar em risco a mesquita de Al-Aqsa, um dos lugares mais sagrados do Islão. Responsáveis religiosos voltaram à carga, e foi anunciada para amanhã uma "jornada de cólera".
O apelo à fúria foi lançado pelo xeque Tayssir al-Tamimi, um alto dignitário muçulmano da Palestina, e as Brigadas de Al-Aqsa, ligadas ao partido Fatah, ameaçaram atacar os templos judaicos "Se o inimigo sionista e os seus colonos prosseguirem os trabalhos em Al-Aqsa, faremos alvos das sinagogas e de outros locais de culto judaicos".
Israel iniciou escavações arqueológicas no local, antes de colocar vigas de sustentação para uma nova rampa de acesso. A esplanada foi construída onde existia o antigo templo, destruído pelos romanos no ano 70 d.C., e os muçulmanos acusam Israel de querer reconstruí-lo.
in JN

3 Comments:

At 12:55, Blogger Range-o-dente said...

"[...] apesar dos fortes protestos de muçulmanos, que consideram estar em risco a mesquita de Al-Aqsa, um dos lugares mais sagrados do Islão."

Não há motivo para preocupação. Um dia destes acontece a essa mesquita o que aconteceu às igualmente sagradas do Iraque. BUM ... pelos próprios.

 
At 15:23, Blogger Mikas said...

Para quando uma solução??

 
At 08:26, Anonymous Anónimo said...

estou a ler as 600 páginas da Jihad de Gilles Kepel.o declínio da idade média do islão é inevitável com a globalização.são milhões os desempregados universitários no Irão.não sei de que vivem os milhões de muçulmanos

 

Enviar um comentário

<< Home