Observatório da Jihad


6.1.07

Líder de comunidade muçulmana aplaude plano do governo italiano para controlar os fundos das mesquitas

Souad Sbai, consultora do governo italiano para os assuntos muçulmanos saudou a proposta do ministro do Interior Giuliano Amato para controlar os fundos estrangeiros utilizados para o financiamento das mesquitas. «Finalmente. Há anos que pedimos o controle do dinheiro das mesquitas no nosso país» disse Sbai que também é a líder da Confederação dos Marroquinos de Itália. «Sempre alertámos o governo e a opinião pública para a natureza suspeita dos fundos estrangeiros recebidos por algumas mesquitas».
Existem aproximadamente 1.2 milhão de muçulmanos em Itália, dos quais 20.000 são convertidos. A União das Comunidades Islâmicas de Itália, o maior grupo em Itália, e outras organizações investiram, nos últimos anos 2 milhões de euros para comprar 13 mesquitas em Itália - não se livrando da acusação que parte desse dinheiro provém de grupos fundamentalistas estrangeiros.
Amato sugeriu que se adaptasse o modelo francês para controle de fundos. Sbai cita o exemplo de Marrocos onde as autoridades encerraram 140 mesquitas que não cumpriam as orientações estabelecidas pelo ministro dos Assuntos Religiosos. Segundo Sbai, «o verdadeiro problema da comunidade islâmica italiana passa pelo aumento de grupos voluntários, de natureza religiosa, que se destacam na ajuda aos imigrantes e ninguém se preocupa com os problemas dos mais fracos, como as mulheres, os idosos e os doentes».
in ADNKRONOS

3 Comments:

At 01:14, Blogger MARCO ANTONIO said...

Isso mesmo. Controlando o dinheiro que aparentemente será utilizado para ações humanitárias pode-se fazer secar a fonte para o terrorismo.

 
At 18:29, Anonymous Anónimo said...

O dinheiro e as ideias, que essa gente está mesmo tomada pelo diabo.

 
At 10:54, Anonymous Ella said...

E é esta mulher a grande líder?
isto é que é bom!!!

 

Enviar um comentário

<< Home