Observatório da Jihad


12.12.06

Holocausto em «debate» no Irão

A conferência sobre o Holocausto realizada em Teerão ainda não apresentou conclusões mas teve participantes de «alto nível», nomeadamente Gerald Fredrick Töben [na foto], nascido na Alemanha e com nacionalidade australiana, fundador do Adelaide Institut e defensor da ideia que o holocausto é uma mentira, o ex-professor de literatura e francês Robert Faurisson, o seu colega Serge Thion e o ex-líder d Ku Klux Klan David Duke, traduzido em Portugal por Y. Adamgy e publicado pela editora islâmica Al Furqán. Os líderes da extrema-direita alemã do NPD Günther Deckert e Horst Mahler foram convidados mas não puderam estar presentes por não possuírem passaporte, retirado judicialmente. Portugal esteve representado por Flávio Gonçalves que ainda não decidiu se é nazi ou anarquista mas gosta de bin Laden e outros criminosos ou marginais, e por Nuno Rogeiro que fez esta intervenção, seguramente do desagrado da maioria dos presentes.
em colaboração com Eurabian News

2 Comments:

At 11:13, Blogger João Moutinho said...

Alguém se lembrou de falar do grande Rei Ciro?

 
At 11:50, Anonymous Eu said...

Falar a que propósito?
Nem o seu túmulo está salvo. Neste momento está a decorrer uma campanha de sensibilização para salvar o túmulo do Ciro, o Grande.
O governo islâmico está contra de qualquer monarca ou regime de monarquia, eles estão deixando destruir as grandes obras da antiga pérsia como o grande Persépolis que foi uma vez destruído pelo Alexandre o Grande!!! e agora pelos mullás islâmicos.

 

Enviar um comentário

<< Home