Observatório da Jihad


12.9.06

Chavez, Carlos e o islão revolucionário

Na reunião da OPEP realizada na Venezuela há três meses todos esperavam as críticas de Hugo Chavez ao governo americano. Mas, também, aconteceu um momento inesperado: foi quando o presidente venezuelano qualificou de amigo o terrorista Carlos que, há trinta anos, tinha feito vários reféns durante uma reunião daquele organismo, em Viena, tendo morrido três pessoas.
Nascido na Venezuela, o terrorista Ilich Ramirez Sanchez, conhecido por Carlos, foi condenado a prisão perpétua, em Dezembro de 1997, pelo assassinato de dois polícias franceses e um informador, ocorrido em 1975.
Na prisão converteu-se ao Islão e na sua mais recente obra «
Islão revolucionário» advoga esta doutrina como uma nova resposta post-comunista ao totalitarismo dos EUA.
Nesta obra faz a defesa e a ilustração do terrorismo. Elogia Bin Laden, afirma que os ataques do 11 de Setembro fazem parte da luta armada para libertar os lugares santos do Islão e trazer justiça aos palestinianos.
O Islão revolucionário «ataca as classes dos poderosos de forma a redistribuir a riqueza» e o Islão é a única «força transnacional capaz de impedir a escravidão das nações».
O amigo de Chavez também conta como ocorreu a sua conversão sob a orientação de um mullah iraniano. Em 2001, Carlos casou-se com a sua advogada, Isabelle Coutant-Peyre, praticando um rito islâmico.

3 Comments:

At 23:38, Blogger Sofocleto said...

Os Bush e a família Bin Laden

President Bush recently signed an executive order to freeze the US financial assets of corporations doing business with Osama bin Laden. He described the order as a "strike on the financial foundation of the global terror network."

"If you do business with terrorists, if you support or succor them, you will not do business with the United States," said President Bush.

He didn't say anything about doing business with a terrorist's brother - or his wealthy financier.

When President George W. Bush froze assets connected to Osama bin Laden, he didn't tell the American people that the terrorist mastermind's late brother was an investor in the president's former oil business in Texas. He also hasn't leveled with the American public about his financial connections to a host of shady Saudi characters involved in drug cartels, gun smuggling, and terrorist networks.

Doing business with the enemy is nothing new to the Bush family. Much of the Bush family wealth came from supplying needed raw materials and credit to Adolf Hitler's Third Reich. Several business operations managed by Prescott Bush - the president's grandfather - were seized by the US government during World War II under the Trading with the Enemy Act.

http://www.rense.com/general14/bushsformer.htm

Sliver, you moron, do you speak english?

 
At 00:03, Anonymous a43 said...

Não me surprende absolutamente que Chavez elogie tal personagem nefasto.
Chavez é um populista megalômanico com pretensões de ser lider mundial!!!com o dinheiro do seu proprio povo!!:(((

 
At 12:25, Anonymous Anónimo said...

Mentiras do capitalismo.

A verdad do personagem Ilich Ramirez Sánchez esta en:

www.ilichramirez.blogspot.com

 

Enviar um comentário

<< Home